Alimentação e sua interferência no humor

Psiquiatra_Florianópolis_psiquiatria_alimentação_terapia

 

Alimentação e humor

Saiba por que a alimentação  pode interferir no humor.

 

Psiquiatra Florianópolis Nova Psiquiatria alimentos saudáveis

Alimentação saudável, vamos tentar?

Quando falamos de dieta saudável, não estamos falando em dieta que possa perder peso, mas sim aquela que contenha todos os nutrientes para mantermos disposição, energia e proporcione ao nosso corpo e mente condições plenas de exercer nossas atividades. Dessa forma haverá um reflexo na qualidade de vida e aumento de expectativa de vida.

 

Vamos tentar algumas mudanças alimentares?

 

Primeiro, tentar reduzir o pensamento de que necessita “reservar” – ex: “vou comer um pouco mais, pois ficarei até tarde sem comer” ou ” não sei se hoje comerei mais tarde, então vou comer mais um pouco agora”.

 

Tentar se alimentar em menor quantidade, com intervalos de 3 horas, pequenas refeições.

 

Evitar alimentar-se excessivamente próximo a hora de deitar. Quem não chegou de um dia intenso de trabalho e não quer se deliciar com uma comida gostosa? Sim, mas com cautela. Sem ficar na frente da TV, mastigando rapidamente. Isso pode não dar a mensagem ao cérebro que você está saciado.

 

Outras mudanças importantes: redução de alimentos calóricos ou com gordura, tais como, refrigerantes (de qualquer tipo, inclusive zero e light), leite condensado, sucos processados (que não sejam 100% naturais), bolachas, pão branco (prefira o integral) e sorvete (no máximo 1x a cada 2 semanas – mas evite!)

 

Substituir alguns alimentos

Substituir carnes bovina e suína, por peixes com melhor perfil de gordura como o peixe branco, merluza, salmão, atum ou utilizar peito de frango grelhado.

 

Substituir também presunto, apresuntado e defumados por peito de peru

 

Utilizar arroz integral, em vez de branco; evitar macarrão instantâneo (miojo), pela quantidade de sódio, assim como os defumados que, podem não parecer, mas possuem grande quantidade de sódio.

 

Tente não utilizar açúcar em seu café, chá e outras bebidas e alimentos corriqueiros. Sabia que até, como forma de etiqueta, não se deve acrescentar açúcar nessas bebidas? Sim, pelo simples fato que ele anula, nas papilas gustativas da língua, o real sabor dessas bebidas.

 

Substituir óleo de soja por canola ou óleo de coco – quando necessitar fritar os alimentos. Como tempero da salada, utilizar o azeite de oliva, mas aqueles com vidro escuro e com boa origem. Porém, eles aumentam o peso se ingeridos em grande quantidade.

 

Psiquiatra Florianópolis Nova Psiquiatria alimentos saudáveis

 

Tornar corriqueiro o uso de frutas, legumes e saladas

Utilizar mais frutas, legumes e saladas – algum desses são muito sacietógenos como: abobrinha grelhada (não empanada ou frita), berinjela e abóbora.

 

 

Buscar usar leite desnatado ou semi desnatado. Leite de soja é uma boa opção também.

 

Psiquiatra_Florianópolis_psiquiatria_alimentação_terapia

 

Evite comparar sua alimentação com a dos outros, principalmente familiares – geralmente se você possuir hábitos alimentares incorretos, esses também podem apresentar.

 

Pense em se alimentar de forma saudável, não em perder peso a princípio e, além disso, propor-se mudanças gradativas e que seus hábitos mudem aos poucos.

 

 

Um prato necessita ter predomínio de legumes, verduras e salada, assim como algum tipo de proteína (carnes supracitadas, ovo e feijão) e uma pequena quantidade (menos de 1/3 de carboidrato – ex: arroz /macarrão).

Dica: faça um prato colorido!

 

Psiquiatra_Florianópolis_psiquiatria_alimentação_terapia

Como você deverá realizar as mudanças no seu dia-a-dia?

No início o hábito de se alimentar pode ser distante e complicado de ser implantado, por você estar acostumado(a) a comer alimentos calóricos (doces, refrigerantes, sorvete, etc), alimentos gordurosos (principalmente os fast foods e frituras), que, não podemos negar, são prazerosos e desencadeiam estímulos no sistema de recompensa cerebral – o sistema límbico (o mesmo que é acionado durante o sexo). os quais vão desencadeando um hábito, uma rotina cada vez mais recorrente e não é percebida. Um alimento calórico, por exemplo, era utilizado mensalmente, agora passou a ser semanal, ou até diário.

 

Contra esses pequenos prazeres a luta parece vã e cada vez que você recair pode ter a sensação de estar perdendo uma guerra contra sua saúde. Proponho que faça diferente. Evite cobranças de resultados, elas incentivam a continuar comendo da forma prévia ou, inclusive, até mais que anteriormente, pela culpa e ressentimento.

 

Psiquiatra Florianópolis Nova Psiquiatria sexólogo

Pense em se alimentar de forma saudável, que poderá refletir em seu hábito

Vamos pensar de uma forma diferente. Comece a comer alimentos saudáveis aos poucos, nem que não reduza a quantidade, mas sim melhore a qualidade dos alimentos – alguns descritos acima. No início pode não ser saboroso, mas ,vagarosamente, perceberá que alguns alimentos vão se tornando mais gostosos e saborosos.

 

Perceberá que a vida pode se tornar mais doce inclusive sem o açúcar, investindo em sua saúde e bem estar. A longo prazo, perceberá que, se concomitante a pequenos exercícios, seu corpo sofrerá mudanças.

 

Dessa forma, perderá massa gorda (algumas gordurinhas) e , provavelmente, sentirá mais disposição e energia, principalmente se realizar concomitantemente exercícios físicos (principalmente aqueles que são prazerosos, fáceis de serem realizados ou que sinta que poderá se socializar). Falaremos sobre eles no próximo capítulo.

Assim como sua alimentação, os exercícios devem ser gradativos. Não se cobre já na partida. Tendemos a ser imediatistas e querer resultados rápidos, mas resultados assim podem não ser duradouros. Lembre-se: ” as vezes para se ir longe, necessitamos dar passos lentos”

 

Essas pequenas mudanças repercutem bastante na qualidade de vida, na disposição e em sua saúde. 

Vamos começar?

 

Observação importante: se você perceber que mesmo com essas mudanças não repercutiram na sua alimentação, dieta e peso, procure realizar um diário alimentar contendo as medidas que vem se alimentando, aproximadas, e o perfil de alimento que tem ingerido. Leve estes dados para discutir com seu nutricionista ou médico. Isso pode ser uma ferramenta importante para chegar a um peso que você se sinta saudável.

Ficaremos a disposição para dúvidas e consultas pelo contato – clicando abaixo ↓:

psiquiatra Florianópolis

Manteremos você sempre atualizado com as novidades em psiquiatria e saúde mental!

Saiba mais sobre outros artigos clicando abaixo ↓:


psiquiatra Florianópolis

Outros sites importantes:

Sexualidade humana

Ansiedade e técnicas para melhorá-la

Depressão e libido

Insônia e como ter um sono mais reparador

Como parar de fumar

Esquizofrenia – conheça os novos tratamentos

Alimentação saudável e sua interferência no humor

Cinema e psiquiatria

Psiquiatria

Síndromes psiquiátricas raras!

Em sexualidade humana:

Depressão e libido

Disfunção erétil ou impotência

Ejaculação precoce

Sexualidade na mulher – seus ciclos e como ocorre o despertar do desejo

 

happy wheels

Posted on 6 de abril de 2016 in Depressão

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top